Beauty

Uma incrível viagem pelo mundo da maquiagem vintage. Parte I

Por Ju Acácio - 21 de novembro de 2016

cover-maquiagem-vintageEu tenho uma verdadeira paixão por maquiagem de décadas passadas. Tenho interesse por produtos antigos, como eram usados, os protótipos, sua evolução, propagandas antigas, como surgiram padrões e comportamentos, quem foram as mulheres que representaram uma época. Chego a passar horas pesquisando sobre pin-up girls, melindrosas, Gibson girls e sufragistas. É tanto assunto, que rolou uma grande dificuldade (de minha parte, óbvio) para que este conteúdo virasse um post de forma organizada e cronológica para vocês. Tentei fazer um apanhado de curiosidades, vídeos, maquiagens e comportamentos. Ficou dividido em 2 partes para não ficar muito longo, ok? Espero que gostem!

Ah, e para começar, precisamos saber que vintage é o estilo de uma época passada e aqui separei pelas décadas de 20, 30, 40, 50 e 60 ( nesse post específico ficaremos com as décadas de 20, 30 e 40). O foco é beleza (preciso falar? Rs), apesar do termo vintage abranger outros campos como roupa, loungerie, objetos, mobiliário, carros etc. Dito isso, vamos começar?

Anos 20

Produtos como batom, máscara de cílios e sombras foram inventados em 1910 e em 1920, com a ajuda de marcas como Maybelline e Max Factory, estes itens foram vistos por toda a América e Europa. Por conta da Primeira Guerra Mundial, a maquiagem se mostrou muito importante para a autoestima das mulheres. E sem querer tirar a tristeza do momento, vamos pensar aqui comigo, tinha muito mais mulher do que homens então a maquiagem também era usada de forma competitiva, ou seja, para chamar atenção dos moçoilos.

Separei umas fotos e não sei vocês, mas eu gosto de reparar em tudo, gasto alguns bons minutinhos observando. Bocas pintadas em formato de coração (ressaltando bem o arco do cupido), a palidez da pele, e principalmente as sobrancelhas finas e muito longas. Elas definitivamente alteram demais a expressão e parecem definir uma era.

Agora se a moda era ter pele pálida, como seria o ideal de beleza da mulher negra? Infelizmente não encontrei muita referência sobre o assunto. Deixo a reflexão com vocês.

Musas

maquiagem-vintage

Momentos de Vaidade:

maquiagem-decada-de-20-2

Propagandas:

maquiagem-decada-de-20-3

Revistas:

revistas-20s2

Anos 30

Este período foi marcado por um refinamento da maquiagem e por conta da influência das atrizes de Hollywood. O principal produto era, sem dúvida, a canetinha para marcar a sobrancelha (e elas são beeem marcadas mesmo!). Além da canetinha, outros produtos foram lançados como a máscara de cílios à prova d´àgua, o pancake, sombras em creme e gloss. Ah, nesta época surgiram também as primeiras técnicas de contorno. E você achando que foram as Kardashians, né?

Musas

musas-maquiagem-decada-de-30

Momentos de Vaidade

maquiagem-decada-30

Propagandas

maquiagem-decada-de-30

Revistas

maquiagem-decada-de-30

Tutoriais da década de 30:

Anos 40

Um período industrial que a mulher está inserida no mercado de trabalho e muitas vezes em condições nada femininas. A mão de obra delas foi a forma que o governo encontrou para manter a produção dos equipamentos para a 2ª Guerra Mundial e assim sendo, faz todo sentido dizer que a maquiagem e os padrões mudaram consideravelmente por conta desse contexto.

Um exemplo é o sucesso do lançamento do pó compacto por sua praticidade se comparado ao pó solto. A maquiagem precisava ser ‘on-the-go’, sabe? Outro produto baphônico era o batom vermelho que ajudava bem a mulherada a se sentir poderosa e retomar o glamour que algumas condições de trabalho tiravam. Alguns itens chegaram a ser racionados e passaram a custar muito caro, mas elas deram um jeito de se embelezar mesmo com as dificuldades. Como? Graxa de sapato virou máscara de cílios, pétalas de flores ou beterraba embebidas em álcool poderiam virar blush e batom e vaselina se transformava em gloss. Esses são alguns exemplos que encontrei, mas com certeza tinha muito mais! A maquiagem para mulher tinha a mesma importância do tabaco para o homem.

Ah, e fugindo da maquiagem, mas uma curiosidade bacana relacionada à vaidade delas, por causa da escassez do nylon, que era utilizado para fazer meia-calça e também os paraquedas (alguém chuta qual era a prioridade?) elas passaram a fazer uma listra nas pernas para imitar a costura da meia.

Bem, seguindo a lógica da praticidade, as sobrancelhas passam a ser mais cheias e era indicado apenas pentear os fios para deixá-los comportados e naturais. A boca passou a ser preenchida na sua totalidade (sem aquele formato de coração das décadas passadas) e aí surge a técnica de contornar os lábios um pouquinho fora da boca para deixá-los mais carnudos. E por último, mas não menos importante, surgem as pin-up girls que são as mulheres cheias de curvas em poses sensuais que estamparam os calendários que estavam presentes em praticamente todos os armários dos soldados norte-americanos. Bem, isso resumindo muita coisa! Posso fazer um post separado sobre as pin-ups e tudo que elas representaram, combinado?

Musas

musas-maquiagem-decada-de-40

Momentos de Vaidade

maquiagem-decada-de-40

Propagandas

maquiagem-decada-de-40

Revistas:

maquiagem-decada-de-40-2

Tutorial de maquiagem

(Detalhe: A professora fala que o esmalte deve combinar com o batom!)

Tutorial para remover maquiagem:

 Academia de ginástica:

(Esse vídeo não é sobre maquiagem, mas sobre beleza. Vejam esses aparelhos ultra estranhos em uma academia de ginástica feminina.)


Viu como às vezes técnicas e tendências ditas como ultramodernas, começaram há muito tempo atrás? Gostaram dessa viagem no tempo?

Ah, na quinta feira tem a segunda parte com as décadas de 50 e 60!

Beijinhos, Jú

0 Comments
Deixe um comentário